Notícias


28/06/2017 | 09:16:00

MP denuncia brasileiros por planejar terrorismo no Brasil

Eles foram investigados pela Polícia Federal na Operação Hashtag

O Ministério Público Federal denunciou seis brasileiros por planejarem ataques terroristas dentro do país em apoio ao grupo extremista Estado Islâmico. Eles foram investigados pela Polícia Federal na Operação Hashtag.

A denúncia dessas seis pessoas foram feitas na última segunda-feira, 26 de junho, após meses de investigação e a constatação de que houve planejamento para a execução de um atentado terrorista. A Operação Hashtag foi deflagrada como parte da prevenção a ataques durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

De acordo com informações do portal G1, essa é a segunda denúncia feita pelo MPF no âmbito da mesma operação, já que uma acusação havia sido feita em setembro do ano passado. Com o avanço da investigação, a PF descobriu novos suspeitos de integrar o grupo, e cinco dos seis denunciados ontem foram descobertos nessa segunda fase.

O sexto denunciado já havia sido condenado na primeira fase, mas continuou cometendo crimes, segundo o MPF. Agora, enfrentarão processos por crimes de promoção ao terrorismo e associação criminosa. Se condenados, as penas podem chegar a 11 anos de prisão.

Os denunciados foram Danilo Francini dos Santos, Sara Martins Ribeiro, Fernando Pinheiro Cabral, Leandro França de Oliveira, Gilberto Gonçalves Ribeiro Filho e Mohamad Mounir Zakaria. No caso de Sara, ela é acusada de tentar recrutar outras duas mulheres para o Estado Islâmico no Brasil.

O MPF frisou que os envolvidos usavam as redes sociais e aplicativos de mensagens – como WhatsApp e Telegram – para “disseminar os ideais do Estado Islâmico e também para planejar possíveis ataques”. Eles foram enquadrados na lei antiterrorismo brasileira, assinada pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Fonte: Gospel Mais